sexta-feira, 24 de julho de 2009

“As pessoas fingem muitas das interações humanas, mas me sinto fingindo todas... E as finjo muito bem!”¹

Dexter é um serial killer gente boa que mora em Miami, trabalha na Polícia e meio que não tem sentimentos. Ele diz que não consegue sentir amor, compaixão, carinho, preocupação por ninguém. Mas aí ele finge que se importa e ninguém percebe.

De vez em quando eu tenho um "q" de Dexter. (Antes que alguém se desespere e resolva ligar pra polícia, eu acho que devo esclarecer que não há necessidade de pânico. Não, eu não costumo sair matando pessoas nas minhas noites de folga!) É na parte do fingir-que-se-importa aonde reside a semelhança.

Sabe quando você é amigo de uma pessoa, mas essa pessoa não é seu amigo? Acontece comigo o tempo inteiro! Eu ainda não entendo as razões por essas coisas acontecerem justamente comigo. Deve ser carma, ou algo desse tipo. Eu não sou simpática, não faço perguntas "perigosas", como "Tudo bem com você?", eu não demonstro interesse... Por mais que eu tente - e acreditem-me, eu tento! - na grande maioria das vezes eu não consigo evitar certas situações. Meus one-way-friends sempre dão um jeito de discusar horas e dias sobre suas monótonas vidas amorosas e seus problemas insolúveis, enquanto eu passo as mesmas horas e os mesmos dias tentando descobrir a maneira mais eficaz de me livrar daquilo. E são nesses momentos que eu me faço lembrar de Dexter.

Enquanto se lamentam ou contam alguma história fantástica e supostamente empolgante, na grande maioria das vezes eu não consigo acompanhar a conversa e passam por minha cabeça os mais diversos pensamentos como: "E se meu telefone tocasse?" ou "E se eu tivesse um edema de glote?" ou "E se eu fingisse uma convulsão?" ou"E se eu simulasse um ataque cardíaco?" ou "E se o carro da frente explodisse?" ou "E se ela/ele fosse abduzido(a) por aliens?" É feio, eu sei, mas se fosse com Dexter.... hum... Digamos que Dexter pensaria coisas muito piores!


OBSERVAÇÕES:

- A foto acima ilustou a minha desktop por um tempo. Mais ou menos até minha mãe usar o meu computador e perceber que tinha uma faca suja de sangue na mão do rapaz simpático no centro.

- Dexter rules!!




_______
¹
"People fake a lot of human interactions, but I feel like I fake them all, and I fake them very well, that’s my burden, I guess."

3 comentários:

Alex disse...

Eu tb tenho um bando desses amigos assim... Mas eu nao fico ouvindo nao.. deixo no vacuo.. kkkkkkk

PS: i'm coming!

Gabriela disse...

Vi Dexter uma vez e n gostei mt. Mas bom saber q vc é assim, n vou buscar esse tipo de assunto com vc no msn.

Erika disse...

Calma, Gabi! rs nada de pânico! Esses pensamentos sao destinados aos pseudo amigos dos quais eu nao consigo me livrar! [E 99% do meu tormento acontece "live"! rs nem daria o msn certo a esses chatos!]