sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O que obviamente não presta sempre me interessou muito.

Gosto de um modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão.

Clarice Lispector

2 comentários:

Alex disse...

Pois é.. I agree!

Gabriela disse...

Clarice é a única que me entende.