sábado, 24 de abril de 2010

Sentei com uma certa impaciência no café pra esperar minha mãe. Na mesa ao lado, sentou-se um senhor velho e gordo. Já sentou como quem quisesse conversar. Não era o dia de sorte dele. Não comigo, pelo menos. Se mexia na cadeira como se ensaiasse dizer alguma coisa. Até que disse.

"O ar condicionado não está funcionando aqui hoje, né?"

"Pra mim tá ótimo. Super fresco." Respondi.

Foi quando ele tentou puxar papo com a mesa do outro lado.


OBSERVAÇÕES:

- A melhor maneira de evitar papos inevitáveis com pessoas conversadeiras em filas, consultórios e salas de esperas é fingir que não está ouvindo.

- Não havendo a possibilidade da falsa surdez, discorde do desconhecido pseudo-simpático.

- Se isso não funcionar, lance mão de um telefone e ligue [ou finja que está ligando] pra alguém!

- Se nada disso der certo, liberte-se no melhor estilo "Porra, Igor!". :)

2 comentários:

Marla C! disse...

No melhor estilo! O Porra Igor dominará o mundo! =D

Gabriela disse...

Adorei a técnica de discordar, mas se a pessoa for muito chata, pode ser pior: ela pode começar a argumentar.