terça-feira, 20 de setembro de 2011

Como encerrar um diálogo com um pseudo-intelectual em poucas palavras.

Pseudo-intelectual 1: Acho um absurdo a Livraria Cultura de Salvador ser dentro de um shopping.

Pseudo-intelectual 2: É verdade! (...) Chimaramara mara maraê (...) A última vez em que estive lá comprei aquele ensaio do (insira aqui o nome de algum autor que você nunca ouviu falar de nacionalidade estranha).

Pseudo-intelectual 1: Este livro é maravilhoso! Mas eu prefiro o "Chimaramara" de (insira aqui o nome de outro autor que você nunca ouviu falar de nacionalidade mais estranha ainda).

Eu: Pois é.. Na última vez em que estive na Cultura também me bateu uma vontade incontrolável de comprar um livro. Até ia dar de presente, mas resolvi ficar com ele pra mim.

Pseudo intelectual 2: Ah, foi? Isso sempre acontece comigo. Qual livro?

Eu: Um do Snoopy.

(silêncio)

__________
OBSERVAÇÕES:
¹ O diálogo acima transcrito é verídico.
² Não me pergunte os motivos de eu estar dialogando com estas pessoas fabulosas.

Nenhum comentário: